Serra da Raíz participa nesta quarta (19) de reunião com Sudema para discutir fim dos lixões

A Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) realiza, nesta quarta-feira (19), às 9h, no Teatro Geraldo Alverga, em Guarabira, uma Audiência Pública para apresentação do Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) sobre a Licença de Instalação para o Centro de Tratamento e Disposição de Resíduos (Aterro Sanitário de Guarabira) de um conssórcio que agrega 25 municípios no Agreste paraibano.

A atividade obedece a Lei nº 12.305/10, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos e tem como principal objetivo permitir o avanço no enfrentamento de problemas ambientais, sociais e econômicos em relação ao manejo inadequado do lixo. Para tanto, a Sudema disponibiliza em seu portal www.sudema.pb.gov.br , na aba EIA/Rima, o Relatório de Impacto Ambiental do futuro Aterro Sanitário.

O superintendente da Sudema, João Vicente Machado Sobrinho, espera que a população se faça presente na audiência, para poder dirimir possíveis dúvidas do quanto o empreendimento possa causar de danos ao meio ambiente ou não. “Os benefícios são notórios ao ser humano, tanto é que é obrigatório municípos com mais de 50 mil habitantes disponibilizarem de aterros sanitários em seus territórios. Além de Guarabira, outros 24 municípios serão beneficiados”, esclarece João Vicente.

De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), 58,4% dos resíduos são destinados a aterros sanitários, que possibilita controle de poluição ambiental e proteção da saúde pública. Na cidade de Guarabira, o processo para criação de uma unidade está na etapa de implantação e tem como finalidade criar um espaço destinado à disposição final do lixo gerado pela população da região.

COMPARTILHAR